Follow by Email

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Do silêncio para festa.........



Tenho a estranha mania de olhar para trás, em todas as situações. Parece uma um modo que encontrei para ter certeza das coisas que estou deixando.
Olho, não volto.
Já que uma decisão minha é sempre definitiva.
Um namoro que acabou, acabou.
Mas eu olho para trás.
Dá para entender?
Não...sei, sei que é confuso, tentarei explicar.
Se termino um namoro, tenho como basta aqueles tramites todos de um namoro, olho verifico o que deixei escorrer...caso volte ao ponto final, tenha certeza que sempre abro um novo parágrafo, não apago o ponto.
Namoros fintados nunca voltam a ser namoro de novo
[ As coisas não voltam]
Entendeu?
Essa ladainha toda foi para falar que estou olhando tanto para trás que andei esquecendo de olhar para frente, a verificação estava intensa...
O ano acabou...meu trabalho denuncia isso a cada instante...
Então de um tempo para cá estou revendo tudo o que fiz e deixei de fazer.
Estou no balancete do saldo positivo ou negativo. Uma coisa pesa, a outra não move nada e assim vai...até agora posso dizer que foi um ano linear.
Que coisa sem sal, nada mais sem graça que algo morno, reto, óbvio....
Mas foi assim, dei o melhor de mim e o melhor foi aguado... Fiquei a deriva, vendo as coisas acontecerem, entende?
Não entrei na festa.
Fiz da vida um silêncio profundo. Às poucas vezes que saia para mergulhar, voltava afogada até a alma, exagerava e não aproveitava nada. Era tão intenso que nem eu alcançava.
Foi assim... O porquê do pretérito da história se ainda temos 40 dias pela frente?
Por que do nada, em meio a tanta coisa óbvia e rotineira, as coisas bagunçaram. Parece que começa algo novo, o silêncio acabou, às 8hs dormidas está escapando, o coração deu sinal de vida, a música está se fazendo alta...

Meu ano acabou de começar. Acho que precisei de tanto silêncio para agora poder dar a sonora gargalhada SINCERA que estou dando agora, nunca houve tanta sinceridade em mim.
Sinceramente....
Bal 2



Ps; Está chovendo...adoro noites de chuva!

Nenhum comentário: