Follow by Email

sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Todo Mundo é Lobo Por Dentro - by Bal1


(Petulante)


Oswaldo Montenegro


Você me disse que eu sou petulante, né?

acho que sou sim, viu?

como a água que desce a cachoeirae não pergunta se pode passar.

você me disse que meu olho é duro como faca

acho que é sim, viu?

como é duro o tronco da mangueira

onde você precisa se encostar

você me disse que eu destruo sempre

a sua mais romântica ilusão

e destruo sempre com minha palavrao que me incomodou

acho que é sim

como fere e faz barulho o bicho que se machucou,viu?

como fere e faz barulho o bicho que se machucou,viu?



Essa é frase de hj... "Você me disse que meu olho é duro como faca... Acho que é sim, viu?!"


Beijos de preguiça de gente!!!


Bal1

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Existe o certo,o errado e todo o resto







O amor é certo, o ódio é errado e o resto é uma montanha de outros sentimentos, uma solidão gigantesca, muita confusão, desassossego, saudades cortantes, necessidade de afeto e urgências sexuais que não se adaptam às regras do bom comportamento.


Há bilhetes guardados no fundo das gavetas que contariam outra versão da nossa história, caso viessem a público.


Todo o resto é o que nos assombra: as escolhas não feitas, os beijos não dados, as decisões não tomadas, os mandamentos a que não obedecemos, ou a que obedecemos bem demais - a troco de que fomos tão bonzinhos?


Há o certo, o errado e aquilo que nos dá medo, que nos atrai, que nos sufoca, que nos entorpece. Todo o resto nada tem a ver com nossos reducionismos: é nossa fome por idéias novas, é nosso rosto que se transforma com o tempo, são nossas cicatrizes de estimação, nossos erros e desilusões.


Todo o resto é muito mais vasto. É nossa porra-louquice, nossa ausência de certezas, nossos silêncios inquisidores, a pureza e a inocência que se mantêm vivas dentro de nós, mas que ninguém percebe só porque crescemos. A maturidade é um álibi frágil. Seguimos com uma alma de criança que finge saber direitinho tudo o que deve ser feito, mas que no fundo entende muito pouco sobre as engrenagens do mundo.


Todo o resto é tudo que ninguém aplaude e ninguém vaia, porque ninguém vê.


( Martha Medeiros )






Estou aqui na reta final do ano letivo e já sentindo o gostinho das férias...embora não vá viajar, vai ser bom descansar.


De novidade, só o regime que comecei hoje para perder 3kg (1 é de reserva) para ficar BELA no vestido que vou usar em um casamento dia 14 de dezembro...que ainda não é o meu.rsrsrsr.


Ainda não consegui parar de fumar.AFF...nem tentei Aff ²!




Bal 2


sábado, 24 de novembro de 2007

Efeito anestesia


23 de novembro, 10 horas cirurgia dentária marcada!
Acordei as 7hs, tão nervosa quanto uma mulher que fosse parir trigêmeos e o responsável tivesse sumido com sua melhor amiga.
Meu drama era tamanho que passei a semana comentando a tal cirurgia para quem por mim passasse (Tenho o mesmo PAVOR de dentista que a Bal 1, se não for maior), para se ter uma noção minha mãe ligou,meus irmãos e uma amiga para perguntar como eu estava e para desejar BOA SORTE e ainda desmarquei as minhas aulas.
8 horas já estava caminho do consultório, que fica a duas ruas daqui de casa...
Vi que estava um pouquinho cedo então resolvi fazer pé,mão e sobrancelha primeiro.
Fiquei o tempo todo repetindo:
- Não sei para que isso tudo se vou ao dentista...ai!
Falei tantas vezes que a dona do salão e suas manicures em coro desejaram-me boa sorte, quando sai de lá. Acho que agradeceram também, não viam à hora da louca sair de lá.
Cheguei ao consultório, sentei na cadeirinha,dei uma de Bal 1 e gritei:
-Doutora a anestesia não vai pegar!
Ela nem respondeu, só sei que depois de umas 3 picadas ela poderia tirar meu útero pela boca que não sentiria nada.
Só irritei com as duas horas de boca aberta, mas dor nenhuma! Terminou ela passou um analgésico mega power plus forte e mandou voltar semana que vem.
- Claro, doutora!
Foi aí que percebi que a coisa não estava muito bem! Falar claro para um dentista?
Mas o comentário dela foi muito pior:
-Bal 2, não coma pé de moleque!
Estava muito anestesiada para questionar, mas a troco de que eu comeria um pé de moleque?
A fome e bobeira tomaram conta de mim, mas pensei tenho que ir á farmácia comprar o remédio power.
Primeiro parei numa locadora, olhei todos os lançamentos e continuei minha andança rumo à farmácia.
(ANORMALIDADE PLENA).
Chegando à farmácia, pesei-me e fui direto a sessão de perfumaria, peguei um hidratante, um shampoo e voltei para casa. Esqueci de comprar o remédio!
No caminho com a cara torta e totalmente descabelada (noite anterior dormi como cabelo molhado), lembrei que não tinha almoço na minha casa e que a fome era grande por demais. Parei no primeiro restaurante, fiz um prato de fazer inveja a qualquer pedreiro.. Cheia de carne (Oi, foi quase um pé-de-moleque..churrascooo), claro não consegui comer muito, até por que não conseguia abrir a boca.
Comi o que deu, tomei o antiflamatório ali mesmo no restaurante e peguei o rumo de casa.
Cheguei em casa abri minhas sacolinha farmacêutica e percebi que tinha esquecido o remédio...mas pensei, vou cochilar depois compro.
Apaguei, na verdade acho que entrei em coma. Só voltei a luz as 17hs...e sem grandes dores,mas com vontades estranhas.
Liguei para escola e minha irmã mal falou oi e eu gritei: Vamos ao shopping?
-Bal 2, fazer o que?
- Compras..darh!
- Não, vai dormir Bal 2, sua voz está de drogada.
Não me ofendi nem um pouco, coloquei uma roupa e sai vagando pela rua...não tinha um pensamento certo, passava tanta coisa na minha cabeça e na verdade não passava nada, só sei que primeiro fui ao supermercado. Andei em quase todas as sessões, foi quando parei em uma que tinha espelhos e vi o quanto estava descabelada. Meus pensamentos começaram a ficar um pouco mais claros... Precisava de um salão.
Saí do supermercado em busca de um que aceitasse cartão de crédito... mas no meio do caminho vi uma loja de informática, entrei para comprar caixas de som e câmera, o moço já estava quase embrulhando quando lembrei de um vestido maravilhoso que tinha vista a duas quadras dali.
- Moço, não vou levar mais não, já tem muita coisa acoplado no meu computador. (???)
Ele me olhou com uma cara de quem queria dizer :
Volta para o MAR OFERENDA!!!!
Saí da loja, pensando no vestido...foi quando dei de cara com um salão de beleza gigante todo de vidro, entrei e perguntei para a balconista:
- O que sugere para acabar com esses arrepiados do meu cabelo?
- A escova inteligente!
Ela chamou o profissional para explicar toda a inteligência da escova, eu particularmente não vi inteligência nenhuma, mas não é que o nome me apeteceu tanto, que 15 minutos depois estava com os olhos escorrendo com o cheiro do formol.
Acho que achei tão genial o nome da escova que confiei plenamente e nem olhava para o espelho, na verdade não tirava os olhos das revistas de fofocas que estavam em meu colo.
Trinta minutos depois, quando vi o resultado de causar inveja ao Augustinho da Grande Família, falei com uma voz lacônica (ainda estava sob forte efeito das anestesias, só pode):
- Moço, não gostei. Podemos lavar?
Nunca fui tão meiga na vida, em outra ocasião quebraria o salão, mataria o cabeleireiro e entraria em uma depressão eterna.
Ele respondeu:
- Podemos, mas o inteligente é deixar o produto agir um pouco, pelo menos 12 horas.
- Entendi. Respondi.
Mas tive vontade de perguntar, quem tinha que ser inteligente a escova ou eu. Mas sabia que esse papo ia ser longo e complexo, achei melhor sublimar e pedir para ele chamar um táxi, pois estava com vergonha de sair à L`augustinho.
- Claro querida, mas você tem que lavar seu cabelo, com um xampu sem sal, para a escova inteligente fazer mais efeito.
- Ta, pega lá para mim, vou levar e passar tudo no cartão de crédito.
Quando ele chegou com o frasco do xampu na mão e o preço, percebi que para escova inteligente fazer efeito não era necessário nem eu nem ela ser inteligentes, mas sim eu ser rica.
- Moço, como é caro esse xampu, é a metade do preço da escova... Posso lavar aqui?
-Claro querida. Respondeu a Biba Nervooooosa.
Sentei-me no lavatório e quando ele já estava ligando chuveirinho, levantei a cabeça subitamente e falei:
- Acho melhor eu ter paciência e lavar em casa, vou levar o xampu.
O coitado já estava quase me socando e chamando o colega da loja de informática para juntos me mandarem voltar URGENTE para o mar.
Fui pagar.
O caixa não conseguia passar o cartão, e eu perguntei:
- Posso te ajudar? Trabalhei em loja muito tempo!
Ele olhou-me com uma cara de: quem te perguntou?
Peguei m táxi (para atravessar a rua) e quando entrei no prédio o porteiro me olhou com uma cara de quem ia me pergunta: O que é isso Oferenda?
Quando eu vi que a espera do elevador estava o homem alto do cachorro bonito que eu amaria que ele fosse meu marido (nunca falei dele, mas ele é tudo e além do mais é solteiro e tem um labrador...pacote aprovadíssimo), suei frio e tive muito medo do cão avançar, meu cabelo Augustinho estava horrível, tentei disfarçar colocando atrás da orelha, mas acho que piorou..por isso comecei andar muito devagar para não ir com ele e o cão no mesmo elevador, mas como é muito educado me esperou. Antes que ele perguntasse você vai? Gritei pode ir eu vou no próximo. (???)
Ele entrou sem entender nada é claro, mas percebi que estava voltando ao normal quando vi que estava explicando que iria no próximo por que ia pegar minhas correspondências...mas ele não ouviu.
Cheguei em casa, deitei no sofá e fiquei.
Tive medo que até minha mãe viesse me visitar.
Minha irmã olhou para mim com pena... Mas como é a caçula, não é muito louca a ponto de criticar fortemente.
Olhava no espelho de 5 em 5 minutos, e embora a feiúra eu estava muito serena, só nervosa com a ausência de um filme bom na TV.
Dormi...acordei 00hs, com o cheiro de formol e um incomodo no dente.
Meu dia passou na minha cabeça como um filme... Foi aí que lembrei que não tinha comprado o remédio power e tinha estourado o restinho de limite que tinha no cartão de crédito.
Olhei no espelho, quis morrer muito...morrer umas 6 vezes seguidas, olhei o xampu caro e ensopei a escova inteligente debaixo de um jato de água muito gelada.
Confesso que adiei a saída do banho, tinha certeza que a escova inteligente seria a maior burrice que já tinha feito na vida.
Por isso enrolei o cabelo na toalha sem olhar para o espelho... Medo!
Mas precisava dormir, então fui ver o resultado:
M I L A G R E !
Meu cabelo estava lindíssimo, soltinho,liso e brilhando como diamante.
Tive que passar o secador para não dormir com o cabelo molhado.
Acordei e a primeira coisa que ouvi foi minha irmãzinha dizendo:
- NOOOOSSA, ficou lindoooo!
E como eu sempre tive uma vontade ou melhor o sonho de sair com os cabelos molhados ao léu, lavei de novo, só passei a mão, coloquei um vestidinho com cara de frescor e sai para comprar comida.
Amei o que vi no espelho...e vamos combinar nada mais cruel que espelho de elevador, e para minha alegria o elevador para no oitavo andar e entra o homem alto do cachorro bonito.
- Bom dia!
- Bom dia! Ah! Ontem desculpa ter feito você esperar, é que lembrei que tinha que ver minhas correspondências.
Ele deu um sorrisinho amarelo e quase perguntou:
-ÔOOO Iemanjá ( hoje eu não estava nada para Oferenda e sim para deusa do Mar) do que você está falando?
Claro não perguntou.
Embora toda a confusão mental que uma ou melhor várias anestesias me causaram, sabe que eu achei meu dia bem produtivo ou será que foi sorte?
Mas amei sair do ar e acordar com o cabelo lindo e sem dor de dente...
Sexta-feira que vem é a última parte do tratamento, por precaução vou pedir sem anestesia...
Melhor não confiar tanto na sorte!


Beijos, agora, normais!
Bal 2




quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Se eu pudesse voltar no tempo...




Todos sabem que trabalho com educação, tenho uma escola em sociedade com minha irmã.
Final de ano é uma época decisiva para os alunos e para nós também.
Ou passa de ano ou repete o ano escolar.
Hoje uma de minhas alunas queridas, chegou chorando muito e junto com tantas lágrimas contou que tinha reprovado, que não sabia o que fazer vida e que só tinha ido lá para me contar.
Claro consolei, expliquei que não sem pesar a reprovação acontece em nossas vidas, mas não é o fim do mundo, que para tudo se tem um jeito e que no caso dela o jeito era repensar o ano letivo perdido e fazer do que está por vir um melhor, com mais desejo e responsabilidade.
Já sem chorar, mas com uma voz inundada de desespero ela falou:
- Eu queria tanto voltar no tempo, ter estudado mais, ter ido a menos festas, ter escutado a chata da minha mãe...mas não Bal2 agora vou repetir um ano todo e ainda vou ter que ver meus amigos na série seguinte, é muito humilhante!
Em partes concordei, conseguia entender exatamente o que estava falando...Muitas vezes tive vontade de voltar no tempo também e é sobre isso que vou falar hoje.


Se eu pudesse voltar no tempo o que eu faria?



Vasculhando em minhas memórias, juro que faria muito pouca coisa de forma diferente.
A primeira coisa que me veio à mente foi MEU PAI, não consigo lembrar de um instante que faria de outra forma os nossos momentos, pois com ele sempre fui totalmente plena, não houve em hipótese alguma ausência de nenhum dos mais belos sentimentos por isso não há arrependimentos. Há sim a vontade demasiada de um último abraço... O abraço forte que só ele soube dar, isso não seria voltar no tempo mas sim a realização de um grande desejo.
Com minha Mãe, teria batido menos boca, teria tido mais paciência e entendido que as coisas que ela fala tem seus motivos de ser e que na maioria das vezes ela só está assustada com a independência de sua criança mimada, fui muito mimada por ela...aliás sou até hoje. Somos duas mulheres de gênios fortes e até hoje às vezes me pego querendo brigar ou discutir, mas lembro que por traz de uma palavra que seja sempre tem muito sentimento, por isso me calo e escuto, acho que deveria ter falado mais Eu te amo, como faço hoje.
Meus irmãos são meus tesouros, nada a voltar atrás.
Teria terminado as 3 faculdades que entrei..ai isso eu me arrependo, e agora a dura penas ( pela exaustão) estou terminando a primeira, isso é culpa da minha mania de ser autodidata ou achar que sou. Modéstia a parte, nunca precisei muito de professores para aprender as coisas. Mas que a realidade seja dita também, isso não deixa de ser uma ignorância . Hoje poderia ser uma doutora.
Nunca teria pedido para o meu amigo me ensinar a fumar, nunca mesmo! Até por que fui uma aluna exemplar, na primeira lição aprendi e entrei no curso integral e hoje estou na maior luta para sair e está bem complicado conseguir a conclusão de curso...Ai que péssimo!
Teria agido com a razão e não com a emoção quando o Amor da minha vida, perguntou cheio de expectativas se eu iria embora para o interior de São Paulo, para namorar seu rival, teria respondido que só precisava ficar um pouco longe dele, sentir novas sensações, mas que é era por ele queeu sentia amor. Mas não, falei que sim e que entre nós só restava sermos amigos. Até bem pouco tempo atrás ele jogou isso na minha cara, embora hoje esteja casado e tem um lindo filho. Até hoje quando falo em amor lembro dele... “TOCAREI EM SEU NOME PARA PODER FALAR DE AMOR...é isso.

Gente, estou aqui numa caça aos arrependimentos há 30 minuto...parei de digitar, e fiquei pensando...não encontrei nada mais e ainda cheguei a uma constatação:dessa lista aí de cima só me arrependo de verdade do cigarro e das faculdades...se bem que se eu tivesse me formado em Administração de Empresa e Pedagogia no Sul do País não estaria aqui cometendo tantas realizações, ao lado da minha família e dos meus amigos.
Quanto à resposta que dei ao Amor, era aquela que saiu de mim naquele momento.... Inevitavelmente acredito que de qualquer forma não estaríamos juntos agora... Confesso que acredito em destino!
Minha Mãe conhece mais do que ninguém sua cria e o gênio forte eu herdei dela, por isso sei que muitas vezes nossas discussões só nos aproximaram mais e mais, tanto que hoje se eu for pedir desculpas por alguma coisa ela vai danar por não entender o que eu estou falando..hahahah.
Gente, a verdade é não faria nada diferente (tirando o cigarro)..não consigo me arrepender de nada nessa vida.Faria tudo de novo do mesmo jeito.
Acho que hoje apesar dos pesares que a vida carrega, a minha no caso...tudo tem sido tão bom, até os maus momentos, sabe aqueles que a gente quer parar tudo?
Que revoltamos até com nossas crenças?
Pois é, até nesses momentos ando conseguindo tirar vantagem, pois eu acabo saindo dessas fases ilesa e um pouco mais forte.
Sei que isso aqui está parecendo um trecho fuleiro de um livro de auto-ajuda, mas é assim que vejo as coisas e eu tenho plena certeza que é por tudo o que passei e eu tentasse refazer qualquer coisa talvez não tivesse essa estranha mania de ter fé na vida.

E você, mudaria algo?

Beijos curiosos.
Bal 2

segunda-feira, 19 de novembro de 2007

O mundo dos leigos! - by Bal1


_ O problema é na placa.
_ Que placa?!
_ A placa de rede.
_ E isso é grave?!
_ Sim. Sem a placa não acessa o modem. Qual é o seu processador?!
(Parei um tempinho pra pensar. Eu não tenho processador... Se eu tivesse um seria Arno. Eu acho...)
_ Como vou saber qual é meu processador?!
_ Bem. Foi vc quem comprou o computador.
_ Ahhhhh... Não sei. Eu entrei na loja e pedi um PC bom que coubesse dentro do meu orçamento. Aí, o moço me ofereceu esse. Acho que é bom pq é a primeira vez que dá problema.
_ Vc sabe qual é a sua memória rã?!
_ Oi?!!!!!!!!!!! Como assim memória de rã?!
_ MEMÓRIA HAN!!!!!!!
_ Ah. Isso tá muito complicado... Ninguém me disse que pra ter PC eu tinha que saber essas coisas...
E dali em diante ele desenrolou uma conversa com termos totalmente estranhos à minha pessoa. Falou de DNS, Firewall, TCP/IP, Gateway, roteador e por ai afora... Falou que ia “pingá” o PC, e eu fiquei com um medo danado do álcool prejudicar as partes de metal da máquina. Depois desmontou o PC e me mostrou uma monte de pecinhas e suas funções e eu fiquei com a maior cara de loira que já fiz na minha vida.
Conclusão: Nada de PC arrumado.
Depois que o “expert” de termos complicados de PC se foi, fiquei em casa pensando (sim, eu faço isso às vezes). Então cheguei à seguinte conclusão: Computadores e carros são igualmente desconhecidos para mulheres. A mulher busca em um carro, à priori, o design. O luxo, a cor, o conforto. Pouco importa quantos cavalos tem (aliás, pra que servem os cavalos mesmo...?! E com toda a modernidade atual, ainda não substituíram os pobrezinhos dos cavalos por máquinas?!Humpf!!!). E computadores são a mesma coisa... Pouco importa qual é a memória Han ou de quanto é o HD (desde que caibam todas as 9.500 fotos, e 14.398 músicas que puxamos naqueles programinhas que nos presenteiam com uma infinidade de vírus que nem sempre são exterminados por aquele programinha mais fácil de anti-vírus que conseguimos baixar da internet). O pc tem que ter um design legal tb, pra combinar com os móveis da sala ou do quarto. A tela tem que ser em LCD pq é fashion. A webcam tem quer ter uma ótima resolução para que possamos tirar fotos diariamente. Fora isso, pouco interessa no que vão colocar lá dentro...Que combinação de que com o que vai fazer o PC potente, ou não...
No matter!!!!
Ai vem o homem dizer que mulher é complicada... Olha como temos um pensamento simples e prático. :D
Então solicito a gentileza de criar um vocabulário feminino, mais adequado ao nosso ouvido e entendimento.
Ninguém é obrigado a saber o que é um Gateway!!! Mas se vc explicar que gateway nada mais é que um sistema que permite o intercâmbio de serviços entre dois computadores, ai... Opa!!! Tudo fica mais claro.
Se vc explicar que firewall, não é uma parede de fogo (lembre-se que mulher já floreia muito as coisas) e sim um negocinho que salva seu computador de ataques de vírus ou hackers (nem sempre...mas ok...rs)... Fica muito mais fácil.
Esclarecendo que DNS não é a sigla de “devendo nove sapatos” e sim uma coisinha que armazena e consulta as informações sobre a rede e que é da família do famigerado TCP/IP que ao contrário do que pensam não significa “Toda compra é possível em Inúmeras Parcelas” e sim um trocinho que permite a comunicação de dados inter-redes... Tudo seria facilmente compreendido!!!
MAS NÃO!!!! TEM QUE COMPLICAR TUDO!!!!!
Aff!!!!
Bem, resultado: ainda sem Pc por tempo indeterminado!!!!
BUÁAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!

Beijos cibernéticos!!

Ouvindo: Um colega de trabalho meu que fala tão alto que não sei pq ele utiliza.telefone.
Frase do dia: “Meu mundo continua fechado para visitação”.
Hj eu queria: Descansar... Estou muito cansada!
Amanhã eu queria: Não sei ainda o que eu queria!!rs...

Bal1

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Sorria você está sendo filmado...



Emendei o feriado na minha escola, portanto 4 dias OFF.
Mas como sou estupidamente desassossegada, hoje acordei a deprimida e com a seguinte pergunta me rondando:

O que fazer com as 24hs off que tinha?

Ler um livro? Não, preguiça.
Sair com os amigos? Todos viajara, e a Bal 1 trabalha..ôooo dó!
Escrever? Inspiração zero.
Arrumar a casa? Já falei que vida doméstica é para gato.
Pintar as unhas? De novo?!
Fuçar no orkut alheio? Ah não...acho aquilo lá de uma falsidade fora do normal, todo mundo lá é feliz, rico e bonito.( preciso escrever sobre isso)
Passear com a minha cachorrinha? Não... nem vou comentar, 24hs dando volta no quarteirão levando um cão e uma coleira?!
Dormir o dia todo? Ixi, teria que tomar 9 tipos de ansiolíticos para conseguir tirar uma soneca de 30 minutos.
Ir ao clube? Na chuva?!

...


Antes que enlouquecesse e ligasse para todos os meus alunos, falasse que foi brincadeirinha e que teria aula normal, minha irmã já enlouquecida pelo mesmo motivo me liga:

- Vem para cá, tomar café comigo, eu pago táxi.
Nunca cheguei tão rápido em um lugar.
Conversamos miolo de pote e voltei para casa.
Bal 1 liga, para ler todos os resultados do seu exame para mim...check up, ok!
A sala da minha casa de repente começou a ficar grande, e os minutos não passavam...
Entrei no MSN, um ex-romance estava online...
No meio do papo ele digita um link e pede para eu entrar...
Na plena falta do que fazer, obedeci...
Era um site que monitora todas as repartições da empresa que ele trabalha, fiquei meia hora tentando entender e o pior observando todos os funcionários, como eles trabalham, quem é o responsável pela xerox,o porteiro que estava com cara de enterro, uma coitada que parecia muito insatisfeita digitando algo, uma lá que não parava de rir ao telefone, um comendo um lanchinho e por aí vai , só que ele nunca aparecia...
Resolvi perguntar: - O que é isso?
- É a empresa que eu trabalho, viu como funciona? Respondeu empolgado.
- Achei demais, tudo muito organizado, mas cadê você?( mentira não achei nada organizado , não fui com a cara da mocinha que ria muito numa ligação, e tive vontade de pedir aumento para o porteiro...mas fiquei com preguiça de fazer o relatório).
- Estou em casa. Respondeu sério.

Quase tive uma sincope!


Agora vocês me respondam: qual é o sentido de ficar olhando um site com imagens iguais aquelas televisões de segurança de prédio, de um lugar que você não sabe onde é e nem quem são aquelas pessoas?


Desculpa, outra pergunta: o que leva um ex namorado a te pedir para ver isso? Se nem ele está lá e se o nosso namoro acabou há anos?


Acho que ele é o inventor do Site, por que até agora não entendi nada. Mas eu fui dar corda, e ele empolgou e de hora em hora (igual tele-sena) chegava uma mensagem no meu celular.
Mensagens lacônicos, tipo: oi.
Recebi boa tarde, bom dia, bom alvorecer, bom entardecer, e assim vai...


Por sorte, depois do almoço...consegui dormir.
Acordei um pouco mais aliviada pois o dia estava menor, arrumei o cabelo e sentei na frente da Tv...parei em um canal de entrevistas, uma jornalista estava entrevistando uma mulher que representa sei lá o que , eu logo percebi que essa estava muito bêbada, mas tive a certeza quando a entrevistadora pergunta:
-O que a senhora acha da Chef Flaviana?
- Eu acho que a Valéria é pioneira em tudo que faz...
Ri muito.
Não estou exagerando, essa foi a pergunta e a resposta. A jornalista até mudou o entrevistado.
E eu o canal, chega uma mensagem do ex...entra no MSN.
Pelo menos saiu do boa alguma coisa...como o Pc estava ligado, fui ver o que era, vocês não vão acreditar...primeiro ele colocou o link do monitoramento da empresa e depois perguntou o que eu estava vendo?
Fiquei off line urgentemente.
Aí chega a mensagem: - vamos sair hoje? Saudade!
Não respondi, não vou responder...estou com muito medo de estar sendo monitorada, vou bloquear e excluir do meu MSN...vai saber, até olhei para ver se não tnha nenhuma câmera instalada nos cantos da minha sala e uma plaquinha: SORRIA VOCÊ ESTÁ SENDO FILMADA!
Bal 1 me liga, fala 4 palavras e pede para eu esperar na linha....fiquei 15 minutos ouvindo o funcionamento da empresa que ela trabalha: - Passou o relatório?
- Já vai embora? Até amanhã!...e assim vai. ( até você, minha amiga!!!?)
PELO AMOR DE DEUS!

O que está acontecendo?

O que eu tenho haver com os funcionamentos das empresas que não emendaram o feriado?


Será que é castigo por eu ter ficado tão irritada por ter um dia Off na minha vida?


Ou será que amanhã vai chegar uma pessoa com uniforme do IBGE aqui em casa e me encher de perguntas do tipo:

- O que você acha do funcionamento das empresas do estado?
- Você concorda que os goianos estão insatisfeitos com seu trabalho? Respondaaaaaaaa nós sabemos que você ouvi e viu tuuuuuuuuudo.


Ou sou muito idiota, ou estou em uma pegadinha de mal gosto ou não sei de mais nada. Vale marcar as três alternativas?
Só sei que fiquei até cansada com tanto monitoramento, foi quase um dia de trabalho...rsrsrsr.


Não vou sair, vou ver filmes e comer muito.


Ah e preciso contar: decidi parar de fumar, hoje já diminui muito...por que não paro de uma vez?
Porque não consigo, e se eu tentar vão ter que me monitorar pois com certeza cometerei um homicídio.
Mas vocês vão ficar sabendo de tudo por aqui...podem monitorar.
Tchau.
Fora do sistema até amanhã.
Beijo.

Bal 2

quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Dia de Preguiça - by Bal1


Quinta-feira, 15 de novembro de 2007, feriado nacional para todas as pessoas normais do mundo... Não para mim.
O interessante é que me lembro ter saído do meu último emprego por querer ter uma vida normal e qualidade de vida... E aqui estou!!! Na mesma, e mais pobre!!
Mais interessante ainda é quando vc para pra pensar nas coisas da vida... os planos que vc fez... a vida que vc sonhou...
A pergunta do “que vc quer ser quando crescer?!” não sai da minha cabeça hj... Pensei em ser tanta coisa... A primeira opção foi ser Arqueóloga... Mas veja bem, eu queria ser uma arqueóloga no Egito. Descobrir múmias e sarcófagos... Tesouros escondidos. Ai, pensei bem e percebi que o máximo que eu poderia ser era uma Arqueóloga do sertão nordestino e ficar fazendo buraco pra descobrir ossinhos. Desisti!
Depois eu queria ser cantora. Uma coisa pop-star, bem ao estilo Madonna. Soltava meus agudos na frente do espelho ao som de “Boderline”. Minha vó vivia brigando... Dizia que eu não andava... Eu dançava. Mas eu tinha que ensaiar os passos da coreografia, será que é tão difícil de entender?!
Depois da falta de apoio familiar para meus dons artísticos, resolvi que seria uma professora de inglês. Comecei bem cedo (15 anos) a dar aulas à noite numa escola municipal onde o aluno mais novo poderia facilmente ser meu pai. A coisa era tão barra pesada, que por vezes a patrulha da polícia era chamada para levar professores e diretora em casa.
Após cansar de viver perigosamente, e tendo passado por várias outras experiências nos mais diversos ramos, resolvi ser dondoca. Casei e virei a mulher que tinha por finalidade estourar o limite dos “American Express da vida” do marido. Isso durou pouco, pois rapidamente fali o coitado.
Então, depois de todas as escolhas e renúncias , acabo aqui... Trabalhando em pleno feriado sem a menor perspectiva do dia melhorar.
Lá fora a chuva insiste em me dizer que hj era dia de ficar em casa debaixo de coberta. Ontem tive que abdicar de um convite irrecusável feito por “aquele que seria o homem da minha vida para sempre mas o destino não quis”. Ele me ligou dizendo que estava na cidade e me convidando para um programa “diversão na certa” às 23:00. Recusei é claro!!! Afinal de contas qual foi a parte de “Não se liga para uma mulher às 23:00” que ele não entendeu?!
Fiquei em casa assistindo O Jardineiro Fiel, chorando e sofrendo com o drama das pessoas na África... Na verdade não sei pelo que eu mais chorava... Se era pelo desespero de vida daquelas pessoas, ou se era por nunca ter encontrado na vida um homem que me amasse da forma que aquele homem amava aquela mulher. Então chorei incessantemente. Um choro misturado com um desabafo e de repente eu era “Clarice Lispector” brigando com Deus e exigindo respostas. E nem foi preciso me aparecer um “Rato Ruivo” pela frente... Bastou uma simples cena de amor em um filme para me mostrar o quão injusto o “poderoso chefão lá de cima” pode ser.
Resultado: ESTOU DE MAL DELE POR TEMPO INDETERMINADO!!
Bem, vou parando por aqui!! Eu e minhas coleguinhas de trabalho vamos jogar “Adedonha” (É aquela brincadeirinha que vc escreve nome, cidade, fruta e etc...), pois o dia hj está muito produtivo. Heheheehhehe... (Ah, e temos que jogar pela manhã, pois à tarde tenho que fazer as unhas... Trouxe todo o kit-manicure...rs)

Beijos de Bom Feriado para as pessoas normais!!!!
Ouvindo: A avenida totalmente silenciosa e apenas o barulho do meus dedinhos no teclado.
Frase do dia: “Eles: _ Bom dia
Eu: _ Só se for para vc!!!!!! ”
Hj eu queria: Ter ficado deitadinha debaixo das minhas cobertas!!!
Amanhã eu queria: Que os meus diretores surtassem e resolvessem me liberar do trabalho...
Bal1

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

nota


00:45 quarta-feira pré feriado, acabei de chegar em casa depois de comer um XX duplo duplo..

não vi quem eu queria ver, bebi mais do que o necessário, ri mais que o esperado, e por DEUS vou dormir em paz...

Isso qui não é um diário?

Então, não vou sentir-me culpada por não escrever algo além do básico...

Passei para ver e acabei registrando...

Voto já! Bal 2

É proibido deletar! - by Bal1

Declaro, para devidos fins, que eu ainda estou viva.
Depois de uma internação por cólicas de rins, o surgimento de um cisto no ovário, e a falência financeira total e ampliada... Ainda sobrevivo bravamente, honrando a frase: “Brasileiro não desiste nunca”.
Pra completar estou sem internet. Em um determinado momento meu PC apareceu com a seguinte mensagem: “Espaço em disco insuficiente”. Na seqüência, uma tela com várias sugestões para sanar tal problema, apareciam. Em uma delas dizia: “Delete programas não utilizados”. Achei a sugestão ótima! Odeio juntar lixo. Jogo tudo fora! Em momentos de surtos de limpeza até televisão já joguei fora. Detesto coisa velha! Roupa?! Faço um sacolão e coloco na porta com bilhete: “Pode levar!” . Sapato?! A mesma coisa. Compro, compro, compro... E por fim percebo que todos me machucam... Quer me ver jogar uma sapato fora na primeira vez que calço, é o danado me fazer uma bolhinha que seja... É lixo, na certa!!!
Portanto, comecei a faxina no PC... Tudo que eu não sabia o que significava... Foi pra o lixo!! Nomes que não me agradavam... iam pra o lixo. A mensagem ainda perguntava: “Bal1, vc tem certeza que quer deletar esse programa?!” E eu toda dona de mim, apertava o dedão e dizia: “Claro que sim!”
Resultado: Joguei a conexão fora. Junto com uma parte de Windows e se brincar até o Bill Gates Dançou na jogada... :/
Então estou virtualmente incomunicável. O moço que entende de computador só pode ir em casa no sábado à tarde... Até lá... Haja TeleCine pra me agüentar!!!
Eu acho que o PC de casa deveria ser bloqueado assim como os das empresas. Tá, eu vou explicar. Na empresa se vc vai fazer alguma coisa que vc sabe que não pode mas quer dar uma de espertinho, o PC te abre uma tela bem mal educada dizendo: “Vc não tem esse privilégio!” (falta ele rir da sua cara e dizer, “Vai virar gente, babaca!”), então tb deveria ter uma telinha que censurasse qualquer pessoa leiga de fazer bagunça em seu próprio computador... :x
Fora isso, as coisas andam na mesma. Como a Bal2 disse, continuando no amor platônico por aquele que jura que eu sou psicóloga e tem um seriíssimo problema com lavagem de roupas...rs
Bem, só passei pra dar um “oi” rápido.

Beijos de “deixa eu voltar ao trabalho”!!!...rs

Ouvindo: As fofocas da empresa... Kkkkkkkkkkkkkkk
Frase do dia: “Loira BURRA”... Kkkkkkkkkkkkkk
Hj eu queria: Conhecer um moço bom que fosse técnico de computadores... Kkkkkk
Amanhã eu queria: Que a minha empresa nos desse o feriado... :(

terça-feira, 13 de novembro de 2007

Terça-feira das Bals "apaixonadas"






Bal 1 esta de cama e sem internet por isso sumiu.
Eu não estou de cama e tenho internet, por isso não saio daqui.

( Muita atenção para as aspas).

Bal 1 “ama’ um homem que atende a todos os requisitos exigidos por ela, mas ele acha que ama uma menininha do nome impronunciável.
Eu ‘amo’ um homem enorme que também atende a todos os requisitos exigidos por mim, mas ele tem uma namorada que ele sabe que não ama e que tem um nome muito comum para o meu gosto.
Bal1 convalescendo de sua minúscula enfermidade recebe a ligação do homem que ela tanto
"ama", que ligou para contar que bateu o carro e estava lavando roupa, minha amiga quase voltou para o hospital e pediu internação vitalícia.
Meu bonequinho Msn mal termina de girar, e o homem que “amo” já digita: Olá!!!!

Conta que descobriram uma nova praga nas plantações de sei lá o que, que está administrando bem as coisas do coração, mas não suporta mais a solidão e que anda pensando no caso de termos o nosso filho, quase fui á maternidade reservar o quarto.
(um dia perguntei se ele não queria ter um filho comigo, ele levou mais a sério que eu).
Bal1 pegou o telefone e me ligou.
Eu atendi.
Falamos de tudo e claro não chegamos a nenhuma conclusão....é incrível como a dialética é uma constante entre os amigas.
Embora as duas saibam de cór de salteado a conclusão das coisas, sempre optamos por fazer de conta que a conclusão não está completa e por isso sempre florimos um pouco mais.
Qual é conclusão?
Tenho duas, estão vendo.
A primeira eles não querem e ponto final.
A segunda, medo.
Medo de se envolver, medo de perder a psicóloga de plantão ( as duas tem vocação para isso), medo de não conseguir domar as feras que parecemos ser, medo de machucar, medo de assumir o que já sente ou pode vir a sentir, MEDO DE SER FELIZ!!!
E por que nós duas ainda insistimos nesses dois medrosos ou insensíveis ( isso vai depender da conclusão que for mais convincente para você)?
Simples, porque é difícil!
Se fosse fácil perderia a graça, pois não sei quem foi que nos falou que para sermos felizes temos que guerrear, não lembro de nenhuma conversa em minha infância que incluía esse conselho, e tenho a plena certeza que bal 1 também não tem isso registrado em sua memória.
Posso passar a noite inteira aqui tentando entender esses amores digna de um trecho de a “Quadrilha” de Drumond, que não chegaria a lugar algum.

Pois cada um sabe por que ama, porque deseja, porque se apaixonou...e quem sou eu para julgar?

Até por que sou a favor de qualquer tipo de amor, amor platônico, de pele, fraterno...seja qual for, parto da premissa de Milton Nascimento:
“ Qualquer maneira de amor vale a pena, qualquer maneira de amor vale amar.”
Agora tem uma coisa que não estou entendendo, o que a Bal 1 tem haver com a trouxa de roupa que está sendo lavada e eu com a praga que está matando as plantações de sei lá o que?
Qual foi a parte de que eu te adoro, mas eu me amo que esses dois não entenderam?
Ou será que nós esquecemos de explicar?
Vou responder por mm: eu não expliquei, tanto que amanhã vou sair ao encontro do "meu amor” e sou capaz de passar a noite ouvindo sobre a praga agrícola do século e ainda fazer cara de entendida.
Posso estar enganada, mas acho que Bal 1 torceria uma trouxa de roupas fácil.
AHHHHHHHHH! Vai entender! Por que sinceramente eu não vou!

Aliás vou conversar com ele que acabou de entrar no MSN..mas antes vou fazer uma pesquisa no Google sobre a última geração de pesticida lançada no mercado.....ahahahahahah.
Enquanto isso Bal 1 deve estar assistindo Legalmente Loira 2. Sugestivo!rsrsrsr
(desculpa amiga).

Boa Noite!
Bal 2.

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Porque o belo pode te eleger


Não estava gostando do que estava vendo no espelho.
Uma legião de cabelos brancos, unhas sem fazer, sobrancelhas desalinhadas, depilação atrasada, muita olheira e a auto-estima lá no pé.
Ou seja, a mulher de neandertal era eu.
E parece que quando mais deixamos para depois, mais para depois fica.
(Será que isso é geral, ou só acontece comigo?).
Não tive escolha, ou aprenderia a falar Uga-uga, ou minha salvação seria uma internação no salão de beleza.
Aí morava o problema, segunda-feira nenhum salão de beleza abre, liguei em todos e nada.
Já estava balbuziando ug...quando o B.H.L entra on line e já começa o papo assim:
- Mulher linda do sorriso radiante, tudo bem?
Tive uma enorme vontade de responder que não, até porque a feiura estava instalada em mim, que de lindo talvez a alma e o sorriso estava insosso por causa da auto-estima.
Não respondi, agradeci e continuei a saga por um salão de beleza. Niente!
Confesso que nunca fui muito vaidosa, daquelas pessoas que vivem prisioneiras da vaidade e que o espelho e elas são quase a mesma coisa, admiro.
Sou básica, só um pouco neurótica com as unhas e se escondo minhas olheiras é para colher amor, já dizia o poeta ou a poeta não sei.
Tanto que quando resolvo maquiar para dar aula, todos os alunos perguntam se vou para alguma festa, isso pode ser 13 horas da tarde.
Agora se eu não estiver com as unhas vermelhas e decotes, ah é certa a pergunta: Você está bem?
Não tenho muita liberdade de estilo, tem dias que a gente acorda para calça jeans, camiseta e tênis, e tem dias que sem um scarpin não dá para sair.
Mas acho que sou tão fiel ao meu estilo que já virou marca registrada.
Hoje sai muito cedo da escola, por onde pisei olhava se tinha qualquer coisa de beleza aberta, serviria até uma barbearia...rsrsr.
Depois de tomar a maior chuva, o que piorou muito o estado calamitoso do meu cabelo, cheguei em casa e nem olhei para cama, se não seria seduzida por ela e acabaria encontrando-me com Morfeu e acordaria tão cavernosa que acenderia meu cigarro com pedras.
Fui logo preparando a mistura da tinta, esquentando a cera depilatória,escolhendo o esmalte mais vermelho, e me armando com a pinça .
Enquanto a tinta agia, tirava o excesso das sobrancelhas e xingava até a última geração de quem inventou essa coisa de sombrancelhas limpinhas, ai como dói!
Passei um gelo para não inchar e ainda faltando 20 minutos para tinta terminar de cobrir os sinais do tempo, tirei cutículas e lixei unhas, tirei a tinta passei um creme mega extra plus restaurador nos cabelos e fui depilar-me...pqp, é um inferno essa dor, mas minha vontade de acabar com minha fase horrorosa era tanta, que meus gritos eram de dor e alívio, acabado a tortura veio a melhor parte: pintar as unhas,amo fazer isso, desligo do mundo, é uma terapia, claro vermelho sangue.
Lavei os cabelos, fiz escova, passei o hidratante mais cheiroso do universo e demorei a me reconhecer no espelho.hahahah
Nem preciso dizer o quanto minha auto-estima se elevou.
Precisei de 2 horas para fazer cabelo, barba e bigode..como dizem por aí.
Estou ótima!
Bati um papo delicioso com B.H.L, que confesso que já estava com saudade ( já está na hora de contar tim-tim por tim-tim essa história para vocês, prometo fazer isso em breve).
Pedi uma pizza que deve estar para chegar, arrumei meu quarto como de uma princesa, é assim que estou me sentindo ( só falta o príncipe)...hehehe .
Estou aqui certa de que para tudo tem um jeito, sei que essa generalização pode parecer muito estranha, mas falo das coisas que estão ao nosso alcance.
Muitas vezes nada melhor que alguém que faça tudo por nós, no meu caso amaria alguém puxando os fios, misturando tinta, tirando cutículas e etc...enquanto eu lia uma revista de celebridades e tomava um cappucino. Mas eu mesma fiz e confesso que além de ter feito uma puta economia, estou me sentindo ótima.
Se eu soubesse que era tão simples, não teria passado a tarde escondendo as mãos,
com cara de cachorro que caiu da mudança e teria conversado mais com o B.H.L. AFF
É isso...se você estiver aí descabelada lendo essa postagem levanta daí, passe a mão numa escova, e vai arrumar essa cara mulher. Se faça bela, deixe o belo te eleger pelo menos até o próximo fio desobediente aparecer.
A pizza chegou....



Beijos Lindos.

Bal 2

domingo, 11 de novembro de 2007

Letra de música que fala por mim






A letra da música que vou deixar aqui eu gostaria que tivesse sido escrita por mim, pois fala exatamente o que sinto agora:





Coisas que Eu Sei


Eu quero ficar perto
De tudo o que acho certo
Até o dia em que eu mudar de opinião
A minha experiência
Meu pacto com a ciência
Meu conhecimento é minha distração
Coisas que eu sei
Eu adivinho sem ninguém ter me contado
Coisas que eu sei
O meu rádio relógio mostra o tempo errado
Aperte o play
Eu gosto do meu quarto
Do meu desarrumado
Ninguém sabe mexer na minha confusão
É o meu ponto de vista
Não aceito turistas
Meu mundo ta fechado pra visitação
Coisas que eu sei
O medo mora perto das idéias loucas
Coisas que eu sei
Se eu for eu vou assim não vou trocar de roupa
É minha Lei
Eu corto os meus dobrados
Acerto os meus pecados
Ninguém pergunta mais depois que eu já paguei
Eu vejo o filme em pausas
Eu imagino casas
Depois eu já nem lembro do que eu desenhei
Coisas que eu sei
Não guardo mais agendas no meu celular
Coisas que eu sei
Eu compro aparelhos que eu não sei usar
Eu já comprei
Ás vezes dá preguiça
Na areia movediça
Quanto mais eu mexo mais afundo em mim
Eu moro num cenário
Do lado imaginário
Eu entro e saio sempre quando eu tô afim
Coisas que eu sei
As noites ficam claras no raiar do dia
Coisas que eu sei
São coisas que antes eu somente não sabia...
Agora eu sei...


Dudu Falcão.



Vou ter férias de 4dias, estou pensando em fazer sonoterapia + escreveterapia. ( Nat isso é para você, prometo escrever mais e fico tão feliz por tê-la como minha leitora cativa).



QUE A SEMANA SEJA ABENÇOADA À TODOS!


Baci scelti


Bal 2

quarta-feira, 7 de novembro de 2007

oi só oi..




Vim só abrir a janelas para que o ar entre.
Odeio a sensação de estar deixando para depois ou de lado as coisas que me são caras, vale dizer que quando refiro coisa estou falando de tudo.
Com meus amigos ,por exemplo, não consigo ficar mais de dois dias sem falar com eles, Bal 1 está aqui para não me deixar mentir.
Antigamente, quando o tempo era uma coisa maior em minha vida, antes de qualquer coisa ligava para todas as pessoas para saber como estavam aí só assim sabendo que tudo estava bem o dia começava sem anseios. E se alguém estivesse precisando de mim? Estaria sempre alerta.
Não que eu ainda não seja assim...confesso até conviver com uma culpinha constante (estranha mania de achar que posso resolver os problemas do mundo), mas meu tempo anda tão curto. Quando dou por mim o dia já está acabando, e com tanta coisa acontecendo acabo sem querer deixando de lado os meus.
Com o blog não seria diferente, por isso sempre venho mesmo que rapidinho.
Estou estupidamente cansada, final de ano é sempre assim.
Não estou reclamando, muito pelo contrário, na verdade faltam palavras para agradecer.
Só estou um pouco chateada por que não vou conseguir tirar as férias que ando sonhando há muito...mas tudo bem, um dia eu tiro!
Conformada? De jeito nenhum, é por que estou realizando o sonho de ter minha escola, e sonho é sonho e exige muita dedicação, ou se não deixa de ter cara de sonho.
Por isso adiar mais umas férias na beira da praia não vai me desanimar.
Então vim só para dizer que para aqueles que estou sumida, ou aparecendo pouco é por pura falta de tempo e não de amor.



É isso.




Beijos corridos.
Bal 2

sábado, 3 de novembro de 2007

Final de Semana




Vou contar meu final de semana.
Quinta-feira véspera de feriado acordei e no caminho do trabalho fui ecoando o mantra: Hoje eu não vou sair, não vou sair...
Para fazer do mantra um fato, nem fiz as unhas (isso é muito sério, acho horroroso mulher com mãos feias, não sei de onde tirei isso, mas tenho esse sentimento). As minhas estavam uma calamidade e recusaria a todo custo sair com aquelas mãos.
Mal abri a porta da escola e começaram os abacaxis, na verdade parecia uma feira devido a quantidade de abacaxis e pepinos que rechearam minha manhã, sem falar os 40 graus agradabilíssimo que faz aqui nessa Terra. Dez horas da manhã já estava combinando um happy hour com a Bal 3, queria só uma cerveja refrescante num bar qualquer,lembrando que minhas unhas não estavam feitas, então qualquer lugar servia.
Não sou muito adepta do happy hour, primeiro que bebo rápido e segundo que odeio chegar em casa 21 horas (horário que todas pessoas estão saindo) alta ou bêbada. Mas Bal 3 ama, aliás não a convide para sair 19 horas porque já é madrugada.
Bal 1 e eu já gostamos de arrumar e sair 22hs, e ir para o bar cativo das duas, Bal 3 odeia sair tarde e o nosso bar cativo. Viu a dificuldade para sair às três reunidas?
Bal 1 não topou o programa cedo no bar que não é o cativo.
Bal 3 e eu, 19hs já estávamos sentadas no bar a muito...depois da terceira cerveja já estávamos combinando uma esticada, decidimos que teríamos que fazer um programa diferente: Dançar agarradinho com um distraído qualquer,modão de viola! (???)
Empolguei tanto ou a cerveja subiu tão rápido que parei aqueles moços que vendem Cds piratas em bar e comprei 3 do gênero: Canto Bebo e Choro..
Alguém pode explicar essa sandice?

Não odeio música sertaneja, mas se depender de mim para enriquecer qualquer dupla sertaneja, a dupla vai cantar a sete palmos de Terra, tamanha a fome que vão passar, não escuto, não sei e não tenho muita vontade de aprender.
Entramos no carro, colocamos o modão e lá fomos...
Bal 3 cantava como Pavarotti e eu peguntava a cada refrão:
-Quem te ensinou essa música?
Era incrível ela sabia todas, de repente começou uma música que MEU PAI amava e que fizemos muitos almoços juntos ao som dessa música, pronto comecei a chorar e quando olho para o lado a amiga estava em prantos também, tivemos que ajeitar a maquiagem é claro, o tal bailão não chegava nunca e o modão estourando a caixa de som...finalmente, quando já estava para pedir um remédio para enjôo, chegamos...
Na porta tinha um camburão da polícia militar,federal, forças armadas e Bope (Batalhão de operações especiais) e meia dúzia de catilangas no melhor estilo Piriguete...piercing no umbigo,saia branca de lycra e por aí vai...os homens já deveriam estar lá dentro ou já tinhas sido presos.
Logo gritei: - Vamos embora!!!
Ai veio a resposta:
- Por que todo lugar tem polícia na porta!
- Criatura, o problema não é a polícia (era sim mas estava com muita preguiça de convencê-la) são aquelas moças lá na porta, imagina lá dentro! Respondi.
- Entendi...mas o que a gente faz agora?
-Vamos para boate de sempre! Respondi.
Lá fomos nós. Chegando lá nem o dono da boate sabia bem ao certo o nome da banda que estava tocando, só falou que era cover de uma banda dos anos 70, ainda fiz a pergunta cretina:
- O que tocava nos anos 70? DARHHHHH
O dono da boate quase deu um berro:
- Imbecil, pergunta para sua mãe!
Claro que não respondeu, mas eu senti a resposta pelo olhar.
Ficamos naquela, entramos ou não entramos?
Quando pensamos em responder: Não, já estávamos lá dentro. Tarde demais.
Para a nossa surpresa, a banda cover anos 70, tocava música heavy, rock pauleira...
Em coro Bal 3 e eu gritamos: - Moderno o povo dos anos 70, não?!
Para desvendar o mistério da Banda, fui lá para ala dos fumantes.
Sentei, acendi meu cigarro quanto deparo com um homem de óculos, (não sei se é trauma ou tara, mas acho homem de óculos a coisa mais linda do Universo), acho que saiu um coração do meu olho e estourou na lente do óculos dele porque ele foi tão rápido para puxar assunto, que não tinha outra explicação.
Começamos uma conversa, primeiro ele era fazendeiro aí foi me contar toda a vida agrícola, depois ele falou que era psiquiatra e neurologista, mas que trabalhava com pesquisa, a coisa estava muito confusa, mas não pedi para que ele desenhasse para que eu entendesse, porque no prazo de 15 minutos, eu juro por DEUS ,ele fumou 6 cigarros, e eu estava muito impressionada.
Como?
Vou explicar: ele terminava um e acendia o outro com a brasa do que estava findando, nisso Bal 3 que odeia cigarro estava quase chamando a Souza Cruz e eu o Guiness Book!



De repente ele solta: Foi um prazer te conhecer, agora que fumei o meu cigarro vou dançar um pouco, nos vemos lá dentro!
Quase respondi, se seu pulmão permitir eu acredito sim que vamos nos ver por lá, mas acho que depois dessa overdose de nicotina vai ser meio difícil você dançar um refrão de qualquer música sem a ajuda de um balão de oxigênio.
Claro preferi ficar calada!
Entramos também, lotada de homens, um puxa-puxa e eu mais uma vez não quis ser notada ( não estou me entendendo), quando Bal 3 solta:
- Vamos embora estou muito velha para essa banda dos anos 70!!!
Nossa vamos ter que frenquentar que tipo de festa agora? Kan kan? Twistie (não sei como escreve)?Pensei.
Dei de cara com o DRPSQUIATRAFAZENDEIROFUMANTEDEÓCULOS, que me perguntou: - Aonde você vai?Vem cá!
Quase respondi: - Vou procurar seu balão de oxigênio, já volto!
Não respondi, dei um sorriso e tive uma idéia brilhante, cheguei no lugar onde Bal 3 estava me esperando para ir embora aos berros:
- Tive ma idéia fantástica, vamos comer macarrão? ( Aceito sugestões de onde está o brilhantismo da idéia).
A idéia foi brilhante mesmo, pois em menos de quinze minutos estávamos mergulhadas em molhos bolonhesas.




Mas uma noite que acaba em pizza, opa macarrão!!!Dá na mesma!
Apaguei!!!
Acordei zerada, com a Bal 3 ao cel com a pergunta:
- Amiga de Deus, por que aquele homem fumava tanto?
- Sei lá...Vamos para o Clube? Respondi.
- Não, vamos para a chácara que é da Tia de uma conhecida da vizinha da minha amiga?
Tive muito medo, mas não estava suportando a idéia de ficar em casa com o agradabilíssimo 40 gaus.
(Bal 1 nem te liguei para chamar pois já sabia o tamanho do sonoro NÃO que ia ouvir).
Estava colocando o biquíne quando um amigo divertidíssimo liga:
-PELOAMORDEDEUSEDENOSSOSQUINZEANOSDEAMIZADE me tira de casa!!!!
- Vamos para uma chácara!
-Vamos...uhuu!
Fomos 5 pessoas num K, vale ressaltar o namorado da minha irmã tem 2 metros e 120 kg, meu amigo 1.90m e uns 90 kg, Bal 3, minha irmã e eu somos normais (kkkk) deu para entender?
Fora as caixas de cerveja, carne, ruflles, garrafas de água ,copos descartáveis, papel higiênico, cds e bolsas de clube. Só faltaram aquelas bóias de jacaré, orca ou afins?
Fui com o rosto grudado no vidro! Quando já estava para gritar:
Para que eu não vou mais, até porque já são 14hs (saímos de casa às 10) sol está indo embora, e eu estou morrendo asfixiada, a Bal 3 solta:
- Gente, só temos que ter cuidado com a barreira policial!!!
Meu amigo e eu gritamos juntos:
- Barreira policial?!
-Lógico é uma cidade antes de Ihumas! ( Da minha cidade à Ihumas são 70 km, imaginem a minha cara de desespero) Respondeu Bal 3, com uma voz de CALA A BOCA !
Nem respiramos, até porque não cabia mais nada no carro, nem a respiração!
Depois de muito chão, chegamos por volta das 15hs, por sorte a lugar era maravilhoso...só pensava o quanto aquele lugar poderia ser meu. Tomei um banho de cachoeira que parece que fiquei uns 4kg mais magra.
21hs voltamos, me recuso a detalhar a volta, já que estávamos mais inchados de cerveja e churrasco...imaginem o que vocês quiserem!
Quando abri a porta do meu apartamento, dei de cara com minha cachorrinha doente, passei a noite meio em claro para ver se ela melhorava e nada.



No primeiro raiar do sol levei-a ao veterinário, por sorte não é nada grave (tenho um amor fenomenal por ela) e foi aí que quando finalmente cheguei em casa e sentei, é que eu comecei a chorar, aí chorei,chorei....e sarei (vide post anterior).
Agora está tudo bem, só com sono um pouco atrasado, um calor agradabilíssimo de 40 graus e uma culpinha por não ter estudado Dostoievski, mas amanhã eu faço isso...agora vou dormir...Nossa hoje ainda é sábado!!!!

Credo isso aqui ficou muito grande...ah mas não vou dimunir não, leiam por etapas.

Beijos grandes.



Bal 2




Sarei


“Não importa a idade que temos, há sempre um momento em que é preciso chamar um adulto.”
Eu não tinha quem chamar! (snif).Saudade do MEU PAI!!!!

Já avisei quando sumo é porque não estou legal, preciso da quietude para ouvir o barulho da dor.
Não sei se posso chamar de dor o que eu estava sentindo.
Só sei que hoje chorei, chorei...aí sarei.
Vou assistir um filme light ou melhor vou estudar Dostoiévski (totalmente 8 ou 80), tenho muitas aulas sobre ele para dar essa semana ...Aiaiaiaiai...trabalhar sábado é duro...mas hj não tem um grilo na rua, tem uma coisa country no inerior do estado, aí os povo todo vai, os que gostam, os que não gostam, os avisados e desavisados...
Por que eu não fui? Ah! Por que não sou Maria vai com as outras.
Viu? Sarei!!!!Hahahahah.


Bal 1, por onde a anda a Senhora?
Morreu frita nesse calor?
Mande notícias.
Estou direto em casa, Guida doente...AHHHHH!

Beijos e até...
Bal 2