Follow by Email

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Pergunta difícil


Estou postando alguns textos no recantodasletras.com., quando fui fazer meu cadastro a inevitável pergunta apareceu: Quem é você?


Então aí vai a resposta:


Nenhuma pergunta é tão difícil de responder quanto: Quem é você?

Posso responder, sou eu... mas isso é muito vago, até porque quando penso em ser tão objetiva, todos os sentimentos começam a gritar, tipo:

Amor:- Ow onde eu entro no seu eu?

Calma: - E eu? Ta espero!

Paixão: Sou mais divertido que o amor! Coloque-me na frente!

Raiva: - Não esqueça que eu te cego!

Ansiedade: - Não esqueça você tem muita coisa para fazer já, não espere mais, vai logo... anda!: - Amém! Não esqueça o significado dessa palavra = VERDADE!

Saudade: - Ainda bem que não preciso falar, já tenho lugar cativo!Medo: - Eu serei o primeiro da lista ou vice versa vai ter que enfrentar-me cara a cara.

Carência: - Não me abandone!

Preguiça: - Não vou esperar, tenho que descansar!

Força: - Vai... sem mim você não enfrenta nenhum desses aí!

Tesão: - uhhhhhhhhhhhhhh...lembra?

Cumplicidade: - Vou deixar de ser sua mais pura característica caso fique longe do primeiro lugar! Justo eu?

Esperança: - sou a última que morre, mas posso cometer um suicídio!

Vícios: - Já te contaram da abstinência?

Palavras: - O primeiro lugar é meu, ou te faço analfabeta!Sonho: - Sem mim sua vida vai perder as cores!

Alegria: - kkkkkkkkkkkkkk

Tristeza: - Ah!Não...
Culpa: - Não fale que eu não avisei!

...

Não pelas ameaças consentidas, mas é porque eu sou todo sentimento!

Não sou só um nome, com cpf, rg, título de eleitor nem muito menos a letra bonita de uma música.

Todos esses sentidos (fora os outros quatro), sou eu em diferentes escalas e momentos.

Seria injusto responder apenas um, como: eu sou amor, eu sou a culpa... pois seria incompleto, seria sofisma.

Já que tenho tantos sentimentos em minha identidade eu escrevo! (em alto e bom som nunca somos o que realmente somos, tem sempre alguém a interromper).

Pois escrever para mim é desnudar, lavar a alma é o único momento que considero MEU!

Mas tem contradição nesta revelação só escrevo quando estou feliz, na tristeza preciso do silêncio para ouvir a dor.

Então quando eu sumo é porque algo está doendo.

A pior dor já aconteceu, as cicatrizes estão aqui para sempre e por si só já se nomeou: SAUDADE!

Agora, nada é tão grande que vá me fazer desaparecer por muito tempo, caso aconteça, eu só fui ali e já estou voltando!


Beijos carinhosos.

Ba 2

Um comentário:

serenamellorodriguez@hotmail.com disse...

Lo, estou lendo e, não canso menina...rsrsrs, Ia comentar no outro tópico, mas não tô conseguindo, deve ser a lasanha..rarara...Bem deixa p lá, que pelo jeito a coisa contigo foi bem séria!!! Mas vc comprou toda a sessão para bebês??? Pq??? Olha seu corpo gritando em alto e bom som...:Quero ser mãe!!!! Nem de longe quero ser psicóloga de botequim...mas... Qto as postagens no Recanto, to acompanhando, e, achei interessante suas respostas no perfil...falar da gente mesma ô trem chato uai...Bjinhos a vc e a irmã...Simbora comer menos menina....****Ah, caso vc não esteja ligando o nome a pessoa(credo eu escrevi isso?, Liga não, são 06:32 da manhã e eu ainda não acordei direito), Eu sou a MaryaAngelino do Recanto,ou seja tão ou mais desorientada que vc...rsrsrsr