Follow by Email

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Sou pouco velha... by Bal1


Dei um pulo na cama de fazer inveja para qualquer “João do Pulo”.
08:05 marcava o relógio. Não sei o que foi feito do alarme... Se tocou não ouvi.
Tb pudera... Cheguei em casa às 04:00, achando que estou no auge da minha adolescência. E não... Sou uma balzaquiana nem lá, nem cá...
Falando nisso esse foi o ponto forte da noite de ontem... Eu e Bal2 descobrimos o mal que nos afeta: “Somos pouco velhas”. Isso mesmo... Pouco velhas... Nem lá nem cá... Nem tão velha pra soltar um sonoro “uhuuuuuuuuuuu” quando toca Bee Gees, nem tão nova pra dançar “Piriguete”. Portanto estamos numa fase que não tem trilha sonora. Não fosse os surtos repentinos de surgir uma festinha aqui e ali do tipo “Anos 80” ou “Tô nos 30”... Nossa vida social estaria arrasada.
Portanto, essa é a fase em que me encontro: Nem Yin nem Yang, nem ir nem ficar, nem pele de pêssego nem botox. Estou parada... Estacada no meio termo da vida.
Vou contar o feito de ontem... Recebo uma ligação, ou melhor uma intimação da Bal2 do tipo: “Te espero às 20:30, tchau”. Lá vou eu então chegar em casa e fazer a mega-produção em meia hora. Banho, perfume, escova... Experimentar todas as roupas do guarda-roupa e acabar vestindo aquela que tinha pensado desde o começo. Som no último volume (meus vizinhos já sabem quando eu vou pra rua...rs).
Na hora marcada, estávamos no mesmo Batlocal. A nossa insistência, e ir sempre para o mesmo lugar é algo imbecil. Mas lá vamos encima do salto, jurando que dessa vez será diferente. Ahahahahhaha...Tolinhas!
Ficamos mais ou menos umas 3 horas conversando igual desvairadas, sem olhar para o lado. Quando um “ser” tem a infelicidade de se aproximar da nossa mesa e soltar um “eu e meu amigo podemos nos sentar com vcs”... Ôooo , meu Cristo!!!! Eu joguei pedra na cruz mesmo... Colei chiclete no pé do Cristo crucificado... Só pode... Alguém me explica, pq os mocinhos que tem a ousadia de fazer algo assim, tem sempre que ser a “marmota more” do bar?! Pq nunca pode ser um moço bom, inteligente, com bom papo e um português correto?!
Táaaaaaa... Vou parar de fazer pergunta difícil!!! :/
Be, nem é preciso dizer que depois da aparição do ser que se achava o máximo por ser “representante de molho de pimenta” (Oi?! ), demos um jeito de ir embora. Saímos mais do que rápido daquele bar, e fomos tentar a sorte numa “night club”. Show do “The Police cover”... Vcs vêem alguma chance disso poder dar certo?! Claro que não!! O mais novinho tinha 53 anos... Tá mentira... Mas tava horrível assim mesmo! Ficamos ali olhando uma turma de hippies dançando no meio da pista tão felizes que parecia que era a primeira vez que colocavam o pé na civilização. Pareciam recém chegados de Jagatah. A saída... Sentar na área de fumantes, e acabar uma pouco mais com fôlego que nos resta longe da pista de dança.
É quando surge um homem bom... Alto, boa aparência, vestido todo de branco (no estilo: eu sou médico sim, e daí?!). Senta de costas para mim, mas tão perto que fiquei intoxicada com o banho de perfume que ele tomou antes de sair de casa). No meio da frase da noite da Bal2 “eu to numa péssima fase”, ele se intromete na conversa, e dali se desenvolve uma conversa a 3 que vai da viagem que ele fez com 2 colegas de trabalho gays ao Parnasianismo... Ele não perdeu a chance de contar que mora só em um apartamento que é 1 por andar... Nem mesmo de mostrar sua influência sendo chamado de Dr. Fulano até mesmo pelos garçons. Falou da procura de um amor... De uma mulher que seja sua esposa e mãe dos seus filhos. Tudo muito lindo no discurso do “Eu sou o bom partido do momento”, mas altamente falho na realidade... Falho sim... Um homem que é isso tudo, tem 41 anos, e NUNCA se casou... Ahhhhhhh!!! Alguma coisa muito errada tem aí, concordam?!
Bem o desfecho da noite foi algo assim que ainda não sei definir pq ainda não falei com a Bal2 e estava com sono demais pra chegar a alguma conclusão ontem à noite. Mas não... Não pensem bobagem... Cada qual foi para sua respectiva casinha... E nada...Disse nada...Rolou.
Eu falo e ninguém me escuta... qual foi a parte de “eu envelheci” que eu ainda não entendi?! Pra que insistir em ir pra rua, sabendo que no outro dia vai acordar com uma cara de monstro com uma faixa escrita na testa dizendo “Eu não dô conta mais de virar a noite!!”...
Ahhhhhh....Passando da hora de aprender fazer um tricô, e ficar em casa feliz e contente.


E fica aqui uma frase do meu querido Oswaldo Montenegro: “CHEGA DE SOFISMA E VAMOS AO QUE INTERESSA!”

Ouvindo: Minha cabeça zunindo... Aff!!!
Frase do dia: “Meu problema é que eu sou pouco velha!”
Hj eu queria: Minha cama, como nunca quis na minha vida.
Amanhã eu queria: Aprender a tricotar...rs...E descobrir em qual fase da vida me encaixo.


Bjos de preguiça!

Bal1

Nenhum comentário: