Follow by Email

domingo, 28 de outubro de 2007

Reflexões de um domingo sem sal- by Bal 1




“Domingo eu quero ver... Domingo passar... Domingo eu quero ver... O Domingo acabar!”
Aff... Tá acabando, graças a Deus!!!
Nada mais deprimente que um Domingo.
Não fosse a salvação de uma tv a cabo estaria morta.
Na verdade nada menos produtivo que um Domingo. Quando ele acaba vc percebe que não fez nada o dia todo além de ter engordado uns dois quilos devido ao consumo abusivo de coca-cola.
Ai vem o peso de consciência e a promessa de uma semana diet. A dieta consiste em não comer nada de preferência. Um café da manhã... Um almoço com folhas... E pronto! (Até parece que isso acontece assim... Ainda mais comigo que detesto folhas...). Nada mais sem graça que folhas...Concordam?! Elas não tem sabor, não te dão a impressão de satisfação... Folha é pra tartaruga!!! E meu dia-a-dia é muito corrido pra me alimentar como uma tartaruga.
Pq será que mulher se preocupa tanto com isso?! Raramente vemos um homem preocupados com as folhas que tem que comer no outro dia... Eles não estão nem ai... Aproveitam o que há de melhor da vida! Já a retardada da mulher não... Está sempre preocupada com o quilinhos que ganhou... Com aquela calça que não serve mais. Detalhe: A calça é de quando ela tinha 15 anos. (Hello?!) E guarda aquilo como um objetivo a ser alcançando...
Impossível, baby!!!
Mesmo assim, insistimos.
Aliás, insistência é uma característica nata das mulheres. Temos a estranha mania de insistir até mesmo no que temos certeza que não vai dar certo.
Tá, exemplo?! Relacionamento... Nada mais característico do que a mulher que insiste em relacionamentos falidos. Está tudo ali, claro como água... Sabemos que a pessoa não passa nem perto do ideal de homem que queremos conosco para o resto da vida, mas insistimos... Acreditando que um dia “ele” vai mudar. E quando percebemos que isso não acontece... Enfurecemos-nos, jogamos a culpa “nele”... Dizemos que fomos enganadas... Que fomos enroladas. Vestimos a fantasia da “Vítima” e nos enchemos de razão... Mas a culpa é de quem mesmo?!
Tenho amigas que reclamam de seus relacionamentos diariamente (aliás, mulher só sabe fazer isso). Listam com maestria os inúmeros erros dos parceiros... Suas falhas... Seus defeitos... Dizem não agüentar mais... Mas lá estão.
E são sempre as mesmas reclamações: “Ele não se importa comigo”, “Ele não gosta de trabalhar”, “Ele deixa que mãe mande nele”, “Ele não ajuda em casa”, “Ele vai para a farra com os amigos”... Blá blá blá... O disco nunca muda.
E o que fazemos para que essa situação mude?!
Se ele não ajuda em casa... Continuamos fazendo todo o trabalho sozinhas...
Se ele vai para a farra... Continuamos em casa a espera de sua volta (e rezando para que volte, pois homem é mercadoria escassa no mercado).
Se ele não gosta de trabalhar... Vamos à luta, afinal alguém tem que trabalhar...
Se a mãe (a maldita sogra) não tira o filho de debaixo das suas asas... Não somos capazes de dar o grito, e mostrar que a mulher que manda naquela “bodega” somos nós... Pelo contrário, nos calamos por vezes para evitar o confronto...Afinal, mãe é mãe!
E se ele não nos dá atenção... Não percebemos que na maioria das vezes tb não nos damos a devida atenção. Ficamos invisíveis, com direito à capa da invisibilidade do Harry Potter.
Ai fica difícil, né?!
Aliás, nem sei pq estou falando nisso... Cada um com seu cada um, não é mesmo...
Mas acho que é pq uma amiga me ligou a pouco reclamando da vida. O marido foi jogar futebol, os filhos estão na casa da vó... E ela ta reclamando de que?!!! Vai se curtir!!!
Tomar um banho gostoso, ler um bom livro. Aproveitar aquela cama de casal só pra ela.
O grande problema do ser humano (e eu cheguei a essa conclusão já faz um tempinho) é que ele não dá conta de viver em paz.
Então sorry... Devo ter alcançado o Nirvana ou virei a encarnação de Buda, pq não aceito menos que a paz de mim comigo mesma.
E quando escuto, “Que o medo da solidão se afaste. Que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável”, agradeço “Oswaldinho” mas completo: “ E que esse convívio seja mais que suficiente para fazer de mim uma pessoa feliz”.

E para os reclamam, vai uma dica: Divórcio está ai para todos. O casamento é altamente contra indicado para pessoas que não se amam. (Think about it!!) E deixa de sofisma... Se não é pra ser feliz, não vale a pena!!

Acreditem!!


Ouvindo: : “Mas é que se eu perder... Eu perco sozinha! Mas é que se eu ganhar... Ai é só eu que ganho!”
Frase do dia “Eu me amo!!! Não posso mais viver sem mim!!!” rs...
Hj eu queria: Que o calor dessa terra passasse... Aff!!
Amanhã eu queria: Encontrar alguém que tb buscasse a paz!!

Beijos sensatos!!

Bal 1


Um comentário:

Natália disse...

Mais vai servir as sabias palavras...
Meu Deus isso aqui vai ser o meu manual do dia a dia...

FANTASTICO

Se apagarem mais uma vez esse blog eu quebro uma das duas!

Encantada Nat