Follow by Email

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Vida de Cão



Acredito que todos saibam que eu tenho uma escola em sociedade com minha irmã. Graças a DEUS todos os dias um sonho se realiza. È óbvio que não é tão simples assim, até porque em que mundo realizar sonhos é uma tarefa fácil?
Todos os dias chego aqui às 7 horas da manhã, a rotina logo começa primeiro fechar horário, nem sempre bate o professor com a matéria que o aluno precisa, geralmente nesse momento enlouqueço... ligo para professores extras, troco grade de horários, ligo para os responsáveis e assim vai, até que depois de muita ansiedade...horário fechado.
A segunda parte, quase sempre, é reunião financeira:
- Falta pagar isso?
- A mensalidade vai ter reajuste?
_ Qual vai ser a retirada?
_ $$$$$$$$$$$$$$$$
Aí vem a pior parte, passo a mão ao telefone: hora de cobrança. E essa tarefa é minha, ligo com uma voz de Lady e geralmente termino a ligação com firmeza de uma parede de igreja. Por que essa tarefa é minha? Pois se depender da minha irmã, todos estudam de graça... ela não cobra e ainda tem a estranha mania de dar desconto onde já tem 70% de desconto, aula bônus(1 ou 2 aula a mais fora do pacote) com os professores que pagamos uma fortuna por cada aula dada, e o pior nem sempre faz isso por bondade, mas por não saber dizer: NÃO.
Então eu assumo o lado “negativo” da escola, ou entramos no negativo da conta bancaria. Muitas vezes sou a chata, a tia rabugenta, mal humorada, mal amada, infeliz e outras cositas mas.
O telefone é um membro do meu corpo, não para! Faço todo o trabalho telemarketing também:
· telemarketing cobrança.
· telemarketing assistencial master: para mães pré e pós divórcio, possíveis assassinas de filhos, mães gentis, histéricas, caretas, modernas, tagarelas, traumatizadas, felizes, infelizes, de saco cheio... (escuto de um tudo).
· telemarketing assistencial kid`s: para os alunos, tem todo jeito também:
- Bal 2, quero aula de história!
-Bal 2, não vou hoje não. (caralho, demorei 89hs para arrumar o professor certo, ok ócios do ofício.)
-Bal 2, minha mãe não deixa eu colocar piercing, você pode ir comigo? (???)
-Bal 2, acho que vou reprovaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaar buaaaaaaaaaaaaaaa!!!
-Bal 2, Meu namorado terminou comigo... ( e eu com isso?)
...
E assim vai.
Finalmente chega a hora do almoço. Nada de siesta, o tempo é curto, mal dá para o cigarro.
14hs começa a festa, chegam os alunos, professores e algumas vezes os responsáveis. As aulas duram 1 hora e meia e assim vai até as 20 horas.
Às vezes dou muitas aulas, uma atrás da outra, às vezes fico na coordenação.
Acho que consegui descrever minha rotina de trabalho, claro que de uma forma superficial, pois, todos os dias, têm surpresas e novidades. Digo com toda minha alma, amo tudo isso, tenho um prazer incontestável.
Confesso que muitas vezes chego em casa exausta, mal conseguindo conversar, ainda mais aqui nessa terra que a temperatura está chegando a 39 graus, um inferno, e esse verão todo já tem uns 20 dias, e foi em um desses 20 dias que minha irmã acordou achando tudo cinza embora o sol ocupasse todo o céu, como eu a conheço como ninguém sabia que era só vontade de inventar moda, sair da rotina, sabe? Bingo, eu estava certa... Antes mesmo de tentar consolar, ela comprou um cão, isso mesmo, assim como quem compra uma bala.
Detalhe o cão é da raça basset round, sabe aquele cachorro que parece anão com orelhas longas, que de tão retardado pisa na sua própria orelha e cai? Pois é. O dia voltou a brilhar para minha irmã, e o calor na cidade só aumentando.
Só esqueci de comentar que a casa da minha irmã é no fundo da escola, portanto o cãozinho que não é um pincher (não sei como escreve), mas sim um mini boi, passa os dias rondando a rotina escolar.
Hoje, 09 de outubro de 2007, 45 graus, umidade 2%, todos os alunos ansiosos com a prova de física de amanhã, os professores sedentos por pagamentos, e o cachorrinho uivando no meio do corredor da escola.
De repente,não mais que de repente o canino parou e sumiu, comecei achar que DEUS tinha ouvido as minhas preces e que eu nunca mais teria que brincar com o boizinho para que não atrapalhasse as aulas, resolvi passar um batom e para minha surpresa vocês não imaginam o que vejo: o cachorito deitado na cama King Sinze, com ar condicionado temperatura -2 graus e a TV ligada na HBO, dormindo.
Nunca me senti tão insignificante! Nem passei o batom e agora estou aqui me perguntando: - Será que ele dormiu porque o filme estava ruim, ou a temperatura ambiente abaixou sua pressão?
Ai, tchau, tem um monte de aluno com cara de cachorro que caiu da mudança olhando para mim. kkkkkkk

Cain,cain,cain...

Bal 2


Nenhum comentário: